Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2017

MÃE BOAZINHA,FILHOS FOLGADOS,ADULTOS RELAXADOS

Mãe boazinha, filhos folgados, adultos relaxadosO que é mais importante para uma mãe: manter a casa em ordem, ou deixar os filhos à vontade, sem disciplina, e sem ordem? A resposta adequada seria: manter a casa em ordem, e esperar que os filhos fiquem à vontade sob disciplina e ordem. Basta que eles sejam educados para isso. O que é mais importante para uma mulher: um marido satisfeito, feliz, relaxado, à custa de cuecas jogadas pelo banheiro, e toalhas molhadas sobre a cama, ou um parceiro ordeiro e colaborativo? A resposta adequada seria: um marido feliz, satisfeito, ordeiro e colaborativo, que ajude a manter a casa longe do caos. A verdade é que há situações que não se excluem, pelo contrário, se complementam. Esse é um tema nada excludente. Filhos e maridos devem colaborar com a mínima ordem reinante sob pena de se tornarem abusivos fora do convívio familiar. Não há felicidade na desordem. Não pode haver tolerância com a desordem organizada sistematicamente como se a desordem fosse a…

CIÊNCIA PROVA QUE ABRAÇOS CRIAM A MESMA RESPOSTA QUE MEDICAMENTOS

CIÊNCIA PROVA QUE ABRAÇOS CRIAM A MESMA RESPOSTA QUE MEDICAMENTOS
Um simples abraço pode ter efeitos psicológicos profundos como: 1. Reduzir o medo da mortalidadeO que é muito interessante! Pesquisa publicada na revista Psychological Science mostra que abraços e simplesmente tocar em alguém reduz seu medo de mortalidade, acalmando os temores existenciais. “Toque interpessoal é um mecanismo tão poderoso que até mesmo objetos que simulam toque pode ajudar a incutir nas pessoas um sentido de significado existencial”, escreveu o pesquisador-chefe Sander Koole no estudo.
2. Abraçar diminui o seu ritmo cardíacoEm um experimento realizado na Universidade da Carolina do Norte, Chapel Hill descobriu que os participantes que não tiveram qualquer contato com os seus parceiros, desenvolveram uma taxa de 10 batimentos mais rápida por minuto. Comparativamente, as batidas do coração daqueles que fizeram contato com os seus parceiros não foram tão rápidas. 3. Os bebês que são abraçados, experimentam meno…

O MAIS IMPORTANTE NA VIDA DE UMA CRIANÇA É TER COM QUEM BRINCAR,DIZ ESPECIALISTA - OS RISCOS DA ANGÚSTIA,CONFLITOS E DEPRESSÃO NA INFÂNCIA

Foto: Edu Oliveira / Arte ZH


O mais importante na vida de uma criança é ter com quem brincar, diz especialistaLuciano Lutereau, psicanalista e pesquisador da Universidade de Buenos Aires, afirma que as atuais opções de brinquedos e lazer dos pequenos não ajudam a desenvolver a capacidade de elaborar conflitos











Doutor em Filosofia e Psicologia, o psicanalista argentino Luciano Lutereau, pesquisador e professor da Universidade de Buenos Aires, afirma que a melancolia sempre esteve associada à infância, mas reconhece que hoje essa condição se faz mais presente. O autor do livro O idioma das crianças lamenta que a brincadeira perca espaço para passatempos que são simples entretenimento, como videogames e outros atrativos tecnológicos, o que acarreta um prejuízo à capacidade de elaborar conflitos. – As crianças estão mais expostas à melancolia já que não têm como reparar aquilo que as faz sofrer – explica Lutereau. Os adultos têm enfrentado dificuldades para lidar com alguns sentimentos das cri…

SEGREDOS PARA CRIAR UMA CRIANÇA FELIZ E CONFIANTE

9 segredos para criar uma criança mais feliz e confiante

MANEIRAS EFETIVAS DE AJUDAR O SEU FILHO A SER UMA PESSOA DE SUCESSOClaro, crianças e jovens precisam de muito incentivo, enquanto eles estão aprendendo a engatinhar, jogar uma bola, ou desenhar um círculo. Mas o seu filho pode ficar tão acostumado a ouvir “Bom trabalho!” que pode ser difícil perceber quando suas realizações são realmente motivos para celebrar. Ele também vai sentir quando você está exagerando (“Essa é a melhor torre de blocos que eu já vi!”) e pode começar a ignorar seus elogios. Não elogie o seu filho se ele fez algo que ele deveria fazer. Quando ele escova os dentes ou joga sua camisa no cesto, por exemplo, um simples “obrigado” é suficiente. Tente oferecer uma opinião específica: Em vez de dizer que o desenho do seu filho é lindo, você pode apontar o seu brilhante uso de roxo. Não resgate sua criança
É natural querer impedir que seu filho se machuque e se sinta desencorajado, ou a cometer erros, mas quando você …

SENTIMENTO DE PATERNIDADE COSTUMA SER CONSTRUÍDO COM O TEMPO,DIZ PESQUISA

Sentimento de paternidade precisa ser construído com o tempo, diz pesquisa
Quanto mais os homens participarem da gravidez, mais emocionalmente envolvidos com o bebê eles vão estar Por Andressa Basilio 
Assim que a mulher pega o teste de gravidez e descobre que é positivo, ela começa a se sentir como mãe. Mas, como nasce um pai? Apesar de ele ser tão responsável quanto a mulher pelo bebê que está crescendo, o sentimento de paternidade só começa mesmo a aflorar depois da descoberta do sexo do bebê e da escolha do nome. Essa é a conclusão de uma nova pesquisa feita pela Universidade de Birmingham, na Inglaterra, que acompanhou pais de primeira-viagem desde a concepção até o nascimento da criança.

Para os autores, quanto mais os homens participarem da gravidez, mais emocionalmente envolvidos com o bebê eles vão estar. O ginecologista e obstetra Luiz Fernando Leite, do Hospital e Maternidade Santa Joana (SP) conta que a participação deles está cada vez mais comum: “Aqui no consultório, a gente…

COLO DA MÃE FAZ BEM PARA O BEBÊ

Colo da mãe faz bem para o bebê
Nos braços da mãe, o bebê recebe afeto e segurança. Não aprende a ser manhoso.
Redação Crescer A velha teoria de que colo deixa a criança mimada está perdendo adeptos, para sorte dos bebês. Entre os argumentos a favor, estão a segurança e o afeto transmitidos a eles, sentimentos que mesmo em excesso não fazem mal a ninguém. 

Terreno conhecido Pertinho da mãe, os bebês sentem-se "em casa", pois reconhecem seu cheiro e batimentos cardíacos. "É o que dá segurança e tranqüilidade à criança, além do toque, da voz e do olhar afetuoso da mãe. Por isso, não raro o bebê pára de chorar quando está em seus braços", diz a pediatra Maria Esther Ceccon, do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas de São Paulo. Para Maria Esther, a crença de que o colo pode "estragar" o bebê está ultrapassada. "Se a criança chora sem motivo evidente, como fome ou fralda molhada, está apenas pedindo aconchego. Chora para chamar a atenção, porque é ess…