Pular para o conteúdo principal

9 CONSEQUÊNCIAS QUE "TERCEIRIZAR OS FILHOS" PODE CAUSAR

Resultado de imagem para 9 Consequências Que “Terceirizar Os Filhos” Pode Causar
9 Consequências Que “Terceirizar Os Filhos” Pode Causar
Para alguns são monstrinhos: superativos, mal-educados, incapazes de lidar com frustrações e cheios de caprichos. Para outros, uma legião de pequenos emocionalmente desamparados que, mesmo longe das ruas, sofrem um abandono silencioso.

Significado de crianças terceirizadas

Esse termo se refere as crianças que não tem muito contato com seus pais, por ser cuidadas por terceiros, muitas vezes o casal por motivos de trabalho deixam seus filhos ao cuidado de outras pessoas, o que tem várias consequências para o desenvolvimento da criança.
Principalmente hoje em dia é muito comum acontecer essa situação, pois as mulheres estão se colocando cada vez mais no mercado de trabalho, diferentemente do que acontecia antigamente que o marido sustentava a casa e a esposa cuidava das crianças.

Consequências

1. Baixa autoestima: a ausência constante dos pais pode gerar baixa autoestima nos filhos, pois a função dos primeiros é gerar confiança, conforto e segurança. É muito importante que se mostrem presentes na vida da criança, seja por meio de eventos escolares, ou até mesmo passar um tempo brincando ou até mesmo com outra atividade. A criança precisa se sentir amada e importante na vida de seus pais.
2. Problemas comportamentais: elas podem se tornar agressivas, ou desenvolver atitudes que servem de barreira para proteger suas questões de medo e abandono. O filho pode desenvolver uma característica arrogante e negligente, para esconder que ela quer a presença dos pais em sua vida.
3. Quebra de vínculos afetivos: principalmente no primeiro ano de vida, a criança desenvolve um vínculo maior com quem está cuidando dela e o vínculo com os pais podem ser prejudicados. Não é errado um pai ou uma mãe precisar trabalhar, mas sempre que possível devem dar o maior carinho e atenção ao filho.
4. Sentimento de falta de afeto:  Muitos pais podem até estar perto fisicamente dos seus filhos, mas emocionalmente estes não tem o carinho e atenção que precisam. Muitas vezes os adultos chegam estressados do trabalho, brigam com os filhos e não tem paciência para brincar com os mesmos. É essencial para o desenvolvimento da criança que ela se sinta amada.
5. Educação incompleta: quando a criança é criada por outras pessoas é comum acontecer de receber uma educação diferente do que os pais estão acostumados. Depois não adianta cobrar da escola, psicologa ou babá, se a educação que o filho recebeu não foi a exemplar.
6. Problemas com autoridades: é comum acontecer de crianças, cujos pais são ausentes, terem dificuldades em aceitar figuras de autoridade, obedecer ordens e não conseguirem o que querem, até porque grande parte de suas vidas ficaram sozinhas.
7. Falta de limites: muitas vezes pais ausentes, querem compensar sua ausência deixando os filhos fazerem o que querem, ou também porque chegam tarde e não tem paciência para impor regras para as crianças, assim a educação fica pendente.
8. A desvalorização do outro: é observado que muitos casos de delinquência juvenil, as crianças tiveram seus pais ausentes ou viveram abandono, então elas não aprenderam a valorizar e respeitar outra pessoa.
9. Pais invertem prioridades: muitas vezes os pais querem ter filhos apenas para os momentos bons de prazer, colocando suas prioridades em primeiro lugar, ignorando o fato de que precisam estar sempre presentes e educar de verdade as crianças.
Assista agora a entrevista com o pediatra José Martins Filho sobre crianças terceirizadas:
(Fonte: sitedamulher.com)
*Adaptação livre Fãs da Psicanálise
  



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A TABELA MONTESSORI : DESCUBRA QUAIS TAREFAS QUE SEU FILHO PODE FAZER SOZINHO E EM QUE IDADE

A Tabela Montessori: descubra quais as tarefas que seu filho pode fazer sozinho e em que idade
Todos nós queremos que os nossos filhos se tornem adultos responsáveis e educados. No entanto,a maioria dos pais passa o dia a limpar a bagunça de suas crianças.Se elas não forem ensinadas desde muito cedo a ajudar nas tarefas, dificilmente o farão quando crescerem. Maria Montessori foi uma das grandes pedagogas do século XX. Ainda hoje muitos pais seguem suas ideias para educar com sucesso as crianças usando a lógica, o bom senso e a calma. Assim, os filhos conseguem desenvolver uma personalidade harmoniosa e equilibrada. Para conseguir isso, a escola Montessori criou uma tabela de tarefas de acordo com a idade de cada criança. A maioria são afazeres domésticos. O cumprimento destas tarefas irá ajudar os mais pequenos a desenvolver o seu pragmatismo, habilidades motoras e experiência sensorial, fazendo-os sentir úteis e importantes.
Fonte:http://blogsupermae.com/a-tabela-montessori-descubra-quai…

PEPPA PIG PODE CAUSAR PROBLEMAS DE COMPORTAMENTO EM CRIANÇAS

Peppa Pig pode causar problemas de comportamento em crianças Psicólogos alertam sobre a influência do comportamento em Peppa Pig e suas consequências
Especialistas acreditam na relação entre o desenho Peppa Pig e casos de transgressão de comportamento entre crianças. Por mais que faça sucesso, com vendas estratosféricas de produtos licenciados, há muita discussão sobre a qualidade dos personagens para a formação do caráter da criança. Segundo esse estudo, o desenho não é nada saudável para elas. De acordo com o estudo, muito do que se tem observado no comportamento infantil moderno como birra, desdém, enfrentamento, insolência, desobediência e outros, vêm de desenhos como Peppa Pig. Peppa e o irmãozinho George, quando bebê.Peppa é mal educada com seus pais, e estes são extremamente permissivos. Vamos tomar como exemplo a cena onde Peppa e seu irmão George se recusam a arrumar o quarto. Cena comum, não é? Sabe qual foi a reação dos pais? Eles subornaram os filhos e não deram mais atenção ao …

O SEGREDO DA RESILIÊNCIA : COMO CRIANÇAS DE LARES DISFUNCIONAIS SE TORNAM ADULTOS DE SUCESSO

O SEGREDO DA RESILIÊNCIA: COMO CRIANÇAS DE LARES DISFUNCIONAIS SE TORNAM ADULTOS DE SUCESSO
PORAna Carolina Leonardi Com mais de 60 anos de duração, estudo ainda ajuda a entender como seres humanos se adaptam a situações adversas. Praticamente toda a criança que nasceu na ilha de Kauai, no Havaí, no ano de 1955, já ouviu falar nas psicólogas Emmy Werner e Ruth Smith. As duas acompanharam quase 700 bebês para entender como a infância molda a vida adulta das pessoas. Mais de 60 anos depois, o estudo continua – e ainda dá pistas de como as crianças com infâncias de “alto risco” são capazes de se tornar adultos emocionalmente equilibrados e realizados Os bebês havaianos dos anos 50 foram divididos em dois grupos. Aqueles que estavam no primeiro tinham condições favoráveis de desenvolvimento, como uma família estruturada e amorosa e estabilidade financeira. No outro grupo, estavam as crianças de famílias muito pobres, cujas mães passaram por estresses perto da data do parto. Doenças na família,…