Pular para o conteúdo principal

PEPPA PIG PODE CAUSAR PROBLEMAS DE COMPORTAMENTO EM CRIANÇAS

Peppa Pig pode causar problemas de comportamento em crianças
Psicólogos alertam sobre a influência do comportamento em Peppa Pig e suas consequências

Especialistas acreditam na relação entre o desenho Peppa Pig e casos de transgressão de comportamento entre crianças.
Por mais que faça sucesso, com vendas estratosféricas de produtos licenciados, há muita discussão sobre a qualidade dos personagens para a formação do caráter da criança. Segundo esse estudo, o desenho não é nada saudável para elas.
De acordo com o estudo, muito do que se tem observado no comportamento infantil moderno como birra, desdém, enfrentamento, insolência, desobediência e outros, vêm de desenhos como Peppa Pig.
peppa-pig-birra-autismo
Peppa e o irmãozinho George, quando bebê.
Peppa é mal educada com seus pais, e estes são extremamente permissivos. Vamos tomar como exemplo a cena onde Peppa e seu irmão George se recusam a arrumar o quarto.
Cena comum, não é? Sabe qual foi a reação dos pais? Eles subornaram os filhos e não deram mais atenção ao assunto. Depois de pronto e com a recompensa em mãos, Peppa e o irmão voltaram e bagunçaram tudo de novo. Maravilha, não é?
peppa-pig-birra-2

Características das personalidades em Peppa Pig

Segundo o estudo, os principais traços de personalidade em Peppa são:
  • Síndrome da superioridade
  • Comportamento inapropriado
  • Imposição da sua vontade, ignorando a opinião do outro
  • Grosseria
  • Competitividade doentia
  • Intolerância
  • Falta de respeito
  • Inveja
  • Arrogância
  • Orgulho
Muitos pais já proibiram seus filhos de assistir ao desenho por que as crianças estavam copiando o comportamento de Peppa e George, então é sempre interessante observar mudanças de comportamento das crianças e sua relação com os desenhos assistidos, principalmente se forem baseados em atitudes negativas como esse.
Cerca de 80% do cérebro se forma até os 3 anos de idade. Os modelos mentais também são fortemente criados nessa época. As chances de copiarem o que vêem na TV duplica nessa faixa etária.
Então vamos ter mais atenção com o que oferecemos para nossas crianças. Nem tudo que é modinha tem qualidade ou serve para a educação dos pequenos.
E você? Deixa suas crianças assistirem Peppa Pig? O que acha disso? Comente!
Nota: Existem diversos sites e notícias que buscam desmentir o assunto. Mas, em uma rápida pesquisa pela internet, é possível encontrar diversos relatos de pais que notaram uma mudança brusca no comportamento dos filhos, quando estes assistiam a Peppa Pig.
Na Inglaterra, uma mãe começou a notar a filha de 3 anos mais “manhosa” que o normal. A filha assistia ao desenho Peppa Pig, bem como tinha livros, bolo de aniversário e até pijamas da porquinha em questão. Até então, era um desenho inocente. Mas a mãe começou a notar que o choro por manha da filha estava cada vez mais parecido com o choro de George, o irmão da Peppa. Além disso, a filha começou a gritar para os amigos “eu não quero mais brincar com você!”, toda vez que era contrariada, ou perdia em uma brincadeira – tal como a Peppa costuma dizer para os amigos no desenho. As crianças, especialmente as mais novas, acabam por reproduzir os comportamentos de desenhos animados em casa, sem ter noção se aquilo é certo ou errado.
Por ensinar um comportamento mimado e, por vezes, sem educação às crianças, talvez a Peppa Pig não seja a melhor influência para crianças ainda em fase de formação.
Fonte: dailymail.co.uk
http://www.dicasonline.tv/peppa-pig-problema-crianca/?utm_medium=renovo&utm_campaign=renovo&utm_source=renovo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A TABELA MONTESSORI : DESCUBRA QUAIS TAREFAS QUE SEU FILHO PODE FAZER SOZINHO E EM QUE IDADE

A Tabela Montessori: descubra quais as tarefas que seu filho pode fazer sozinho e em que idade
Todos nós queremos que os nossos filhos se tornem adultos responsáveis e educados. No entanto,a maioria dos pais passa o dia a limpar a bagunça de suas crianças. Se elas não forem ensinadas desde muito cedo a ajudar nas tarefas, dificilmente o farão quando crescerem. Maria Montessori foi uma das grandes pedagogas do século XX. Ainda hoje muitos pais seguem suas ideias para educar com sucesso as crianças usando a lógica, o bom senso e a calma. Assim, os filhos conseguem desenvolver uma personalidade harmoniosa e equilibrada. Para conseguir isso, a escola Montessori criou uma tabela de tarefas de acordo com a idade de cada criança. A maioria são afazeres domésticos. O cumprimento destas tarefas irá ajudar os mais pequenos a desenvolver o seu pragmatismo, habilidades motoras e experiência sensorial, fazendo-os sentir úteis e importantes. Fonte:http://blogsupermae.com/a-tabela-montessori-descubra-qua…

O SEGREDO DA RESILIÊNCIA : COMO CRIANÇAS DE LARES DISFUNCIONAIS SE TORNAM ADULTOS DE SUCESSO

O SEGREDO DA RESILIÊNCIA: COMO CRIANÇAS DE LARES DISFUNCIONAIS SE TORNAM ADULTOS DE SUCESSO
PORAna Carolina Leonardi Com mais de 60 anos de duração, estudo ainda ajuda a entender como seres humanos se adaptam a situações adversas. Praticamente toda a criança que nasceu na ilha de Kauai, no Havaí, no ano de 1955, já ouviu falar nas psicólogas Emmy Werner e Ruth Smith. As duas acompanharam quase 700 bebês para entender como a infância molda a vida adulta das pessoas. Mais de 60 anos depois, o estudo continua – e ainda dá pistas de como as crianças com infâncias de “alto risco” são capazes de se tornar adultos emocionalmente equilibrados e realizados Os bebês havaianos dos anos 50 foram divididos em dois grupos. Aqueles que estavam no primeiro tinham condições favoráveis de desenvolvimento, como uma família estruturada e amorosa e estabilidade financeira. No outro grupo, estavam as crianças de famílias muito pobres, cujas mães passaram por estresses perto da data do parto. Doenças na família,…

NUNCA TIVEMOS UMA GERAÇÃO TÃO TRISTE - AUGUSTO CURY

Nunca Tivemos Uma Geração Tão Triste - AUGUSTO CURY
Augusto Cury, o famoso psiquiatra que tem livros publicados em mais de 70 países e dá palestras para multidões no Brasil e lá fora, lançou recentemente uma versão para crianças e adolescentes  do seu best-seller Ansiedade – Como Enfrentar o Mal do Século.

Excesso de estímulos “Estamos assistindo ao assassinato coletivo da infância das crianças e da juventude dos adolescentes no mundo todo. Nós alteramos o ritmo de construção dos pensamentos por meio do excesso de estímulos, sejam presentes a todo momento, seja acesso ilimitado a smartphones, redes sociais, jogos de videogame ou excesso de TV. Eles estão perdendo as habilidades sócio-emocionais mais importantes: se colocar no lugar do outro, pensar antes de agir, expor e não impor as ideias, aprender a arte de agradecer. É preciso ensiná-los a proteger a emoção para que fiquem livres de transtornos psíquicos. Eles necessitam  gerenciar os pensamentos para prevenir a ansiedade. Ter consciê…